III edição "Movimento Faz Pelo Planeta By Electrão" estende desafio a ONG, associações e empresas

por Nuno Patrício - RTP
Foto: Electrão - DR

O Electrão - Associação de Gestão de Resíduos - continua a desenvolver esforços na procura de pessoas e meios para salvar o planeta e este ano estendeu o desafio a associações, start-ups e empresas que desenvolvam projetos que protejam o ambiente e inspirem toda a comunidade a seguir esse exemplo.

Uma novidade incluída na 3ª edição do “Movimento Faz Pelo Planeta, By Electrão”, lançada esta quinta-feira, 16 de Maio, com uma limpeza de praia.

Equipa envolvida na ação de limpeza da praia em Pedrogrão, Leiria | Foto: Electrão

A iniciativa tem como objectivo trazer para a ribalta ativistas ambientais menos conhecidos do grande público, denominados como “big changers”, para que influenciem outros a adoptar comportamentos mais sustentáveis. Além das candidaturas em nome individual, que podem continuar a ser apresentadas, são agora convidadas a juntar-se ao movimento Organizações Não Governamentais (ONG)/ associações; start-ups/ microempresas e empresas de maior dimensão.

O prémio reservado ao vencedor individual desta 3ª edição terá um valor de 2.500 euros. A start-up ou microempresa vencedora receberá 7.500 euros e a associação ou organização não governamental que for escolhida, nesta categoria, terá direito a 5.000 euros.

A empresa vencedora será, ainda, distinguida com um reconhecimento atribuído pelo “Movimento Faz Pelo Planeta by Electrão”.

Esta 3ª edição do Movimento Faz Pelo Planeta prolonga-se até 30 de Setembro e os vencedores serão anunciados em Novembro.

As candidaturas podem ser submetidas no site www.fazpeloplaneta.pt, em que é possível consultar mais informação sobre a iniciativa.
 3ª edição do Movimento começa, precisamente, a mudar o planeta.
O Electrão juntou vários elementos da equipa e big changers numa acção de limpeza na praia de Pedrogão, em Leiria.

A ação foi desenvolvida com o apoio da Brigada do Mar.

Ação de limpeza realizada por membros do projeto | Foto: Electrão

“O Electrão dá continuidade a esta dinâmica de inspirar os portugueses e conquistar mais pessoas para a causa da sustentabilidade, envolvendo nesta 3ª edição associações e empresas. Queremos contribuir para a criação de uma comunidade sustentável, que multiplique esta vontade de fazer mais pelo planeta”, sublinha o CEO do Electrão, Pedro Nazareth.

Projectos que já estão a mudar o planeta Foi em 2021 que o Electrão iniciou a procura de big changers ou agentes de mudança, de forma a provar que os gestos individuais podem fazer a diferença, e descobriu exemplos extraordinários: Lídia Nascimento, tradutora de inglês-alemão, que há mais de 20 anos recolhe lixo das praias, foi a grande vencedora da 1ª edição do Movimento Faz Pelo Planeta, que atribuiu, ainda, menções honrosas a Carlos Dobreira e Miguel Lacerda.

Carlos Dobreira destacou-se ainda pelas ações de plogging, uma combinação de corrida com recolha de lixo, e Miguel Lacerda, fundador da Associação Cascaisea, dedica a sua vida à sensibilização para a problemática do lixo marinho, com estudos, livros e formações. 

Lixo recolhido em duas horas na praia de Pedrogrão, Leiria | Foto: Electrão

Na 2ª edição, o Movimento Faz Pelo Planeta voltou a enaltecer o dinamismo e a criatividade em nome do ambiente e premiou três projetos.
  • O projeto “Oiá Plast”, de Isabel Bourbon, que reaproveita o plástico para transformá-lo em novos produtos feitos à mão foi um dos vencedores. 
  • A iniciativa “Vintage For a Cause”, lançada por Helena Antónia, que aplicou o conceito de Economia Circular aos têxteis.
  • O projeto “Rotaeco”, que surgiu em 2020, em plena pandemia Covid 19, liderado por Cláudia Severino, viu reconhecido o seu potencial de inspiração para a mudança através da capacitação dos jovens para a sustentabilidade.

Aos seis vencedores das edições anteriores do movimento juntam-se alguns dos influenciadores mais conhecidos nestas áreas e que continuam a ajudar a inspirar cidadãos.

O Movimento Faz pelo Planeta by Electrão conta com os contributos de Ana Milhazes (Lixo Zero), Catarina e Rita Leitão (Zero Plástico), Catarina Matos (Mind the Trash), Gonçalo de Carvalho (SCIAENA), Joana Guerra Tadeu (Ambientalista Imperfeita); Inês Soares (Nononovo); Catarina Barreiros, (Do Zero); Eunice Maia (Maria Granel) e Andreas Noe (“The Trash Traveller” - o Viajante do Lixo).
pub