Em direto
Euro2024. Acompanhe aqui, em direto, o encontro do Grupo D entre Áustria e França

José Cesário preocupado com dificuldades de portugueses na Venezuela

por Lusa
José Cesário está preocupado com os portugueses a viverem na Venezuela Lusa

O secretário de Estado das Comunidades manifestou preocupação com os portugueses que passam dificuldades alimentares na Venezuela e ordenou à embaixada e aos consulados que identifiquem os casos para avançar com soluções.

"Vão-me chegando sinais, vão-me chegando nota de pessoas com muitas dificuldades (...) Pessoas que sabemos que vivem em casas sem condições, que têm de facto as tais dificuldades, sob o ponto de vista alimentar, de famílias com filhos, e nós vamos tentar olhar para essas situações e tentar ir ajudando dentro daquilo que é possível, e dentro efetivamente de regras que estão definidas em Portugal", disse José Cesário na segunda-feira.

O responsável falava à agência Lusa no Centro Luso-venezuelano de Cátia La Mar (La Guaira, norte de Caracas), onde assinou, em representação do Governo português, pela primeira vez, um acordo de apoio social, ensino do português e promoção da cultura portuguesa.

"Nós temos necessidade de lhes fazer chegar apoios, e qual é a melhor forma de lhes fazer chegar apoios? É através das associações (...) que há por aqui, pelo país fora, e que são fundamentais para minorar essas dificuldades", acrescentou.

José Cesário explicou que durante a visita de quatro dias à Venezuela, vão ser entregues apoios "de mais de 180 mil euros a diversas coletividades e associações".

"São apoios que espero que sejam muito importantes para a atividade que essas associações desenvolvem no plano social, na assistência aos mais necessitados, aos mais carenciados, pessoas que chegam a passar fome e portanto temos de as apoiar", disse.

Frisou ainda que "os idosos são outro setor que merece grande preocupação" do Governo.

"E depois toda a vertente cultural: o folclore, as atividades de preservação dos nossos costumes, hábitos, da nossa etnografia" e a aprendizagem da língua portuguesa.

"É uma comunidade muito importante para nós. O Governo da República vai estar muito próximo das mais diversas comunidades que existem na Venezuela. Sabemos bem que é uma comunidade que passou por muitas dificuldades, que continua a passar por muitas dificuldades e precisa naturalmente de muito apoio, de entreajuda e nós cá estaremos (...) sempre que for necessário", disse.

Ainda de acordo com o secretário de Estado, o trabalho da embaixada, dos consulados e "técnicos que estão aqui no terreno é também importante, porque é a eles a quem compete identificar os problemas" para que Lisboa avance com soluções.

José Cesário disse ainda ter duas grandes prioridades: Associações portuguesas "ativas, com muita participação, muito abertas aos jovens particularmente aos lusodescendentes" e um trabalho de proximidade dos consulados com a comunidade.

 

Tópicos
pub