Líder da CGTP considera legítimas as reivindicações dos profissionais das forças de segurança

por Antena 1

Foto: José Sena Goulão - Lusa

Uma luta com reivindicações legítimas. É desta forma que a secretária-geral da CGTP olha para as reivindicações dos profissionais das forças de segurança. Ouvida esta quarta-feira pela Antena 1, Isabel Camarinha admite que tem havido formas de protesto diferentes do habitual, mas lembra que os trabalhadores não são ouvidos há anos.

Razões que legitimam a ida para a rua, considera Isabel Camarinha. A líder da CGTP está de saída do cargo de secretária-geral ao fim de quatro anos.
Tiago Oliveira deverá ocupar o cargo na Intersindical. Um tiro certeiro, considera Isabel Camarinha.
pub