Última Hora
Euro2024. Bélgica precisa de pontuar frente à Roménia. Acompanhe este jogo ao minuto

Marcelo pede que não se generalize "ato isolado" no Centro Ismaili

por Antena 1

Carlos Almeida - Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, pediu esta tarde que não se façam generalizações sobre o ataque no Centro Ismaili em Lisboa, que provocou duas mortes, considerando que seria "injusto e precipitado" tratando-se de um "ato isolado".

Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta tarde no Centro Ismaili, em Lisboa, para manifestar solidariedade às famílias das vítimas e à comunidade ismaelita, tendo no final, em declarações aos jornalistas, afirmado que "não há nada que justifique um ato criminoso como este".

"Sendo um caso isolado, não vale a pena estar a generalizar porque é injusto e é precipitado", defendeu.

O Presidente da República espera "que a sociedade portuguesa compreenda que de um ato isolado, tal como ele aparece neste momento, não é possível retirar generalizações", recordando a importância do serviço prestado por esta comunidade.

Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou ainda a rápida intervenção das forças de segurança, considerando que esta atuação pronta "pode ter poupado consequências maiores".
pub