Paula Brito e Costa: "Não é por umas gambas e dois vestidos que vou fugir"

| País
Paula Brito e Costa: Não é por umas gambas e dois vestidos que vou fugir

A ver: Paula Brito e Costa: "Não é por umas gambas e dois vestidos que vou fugir"

Há um escândalo maior por detrás do escândalo que levou à demissão da Presidente da Raríssimas. Em entrevista exclusiva ao Sexta às 9, Paula Brito e Costa mostra uma auditoria da PKF que prova desvios de donativos na delegação da Maia, entre 2013 e 2016, superiores a 270 mil euros.

A perícia financeira detetou que a responsável pela delegação, entretanto afastada, terá desviado bolsas sociais destinadas a crianças carenciadas para o próprio filho.

Joaquina Teixeira terá ainda desviado mais de 57 mil euros arrecadados em peditórios de rua para empresas dos dois irmãos.

O Ministério Publico confirma que direção da Raríssimas apresentou queixa em Julho e o DIAP da Maia abriu um inquérito-crime logo a seguir.

A investigação do Sexta às 9 detetou que na origem deste escândalo esta um desentendimento grave entre estas duas dirigentes.

As irregularidades que chocaram o país eram transversais a vários membros da direção da Raríssimas há vários anos.

"Não fiz nada que me possam condenar", afirma a presidente demissionária.

Agora chegou o momento de lhe contarmos toda a história e toda a saga de Paula Brito e Costa, no dia da sua demissão.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.