Última Hora
Centenas de bombeiros e vários meios aéreos combatem incêndio em Alcabideche

Prova dos Factos. Mãe das gémeas insiste que não sabia do email a Lacerda Sales

por RTP

A mãe das gémeas luso-brasileiras tratadas no hospital de Santa Maria voltou a insistir que não sabia do e-mail enviado para António Lacerda Sales. Em entrevista no programa A Prova dos Factos, Daniela Martins justificou que vivia a situação mais difícil da vida e tentou diversos caminhos.

Questionada pela RTP sobre o e-mail enviado para a companheira de Nuno Rebelo de Sousa com uma mensagem dirigida a António Lacerda Sales, a mãe das crianças começou por afirmar que "todos estes acontecimentos", incluindo "essas trocas de e-mails" aconteceram durante o tratamento e internamento nos Cuidados Intensivos das gémeas.

"Tinha acabado de saber o diagnóstico", justificou. "Eu havia solicitado ajuda a várias pessoas. Algumas pessoas tinham acesso ao meu e-mail pessoal para respoder (...) a qualquer pessoa que pudesse trazer ajuda".

Apesar do e-mail estar assinado pela própria, Daniela Martins assegurou uma vez mais que não sabia de tal mail, sugerindo que "havia pessoas com acesso" à sua conta.

"Pode parecer estranho que eu não tenha controlo da situação e das minhas caixas de mensagens, mas eu estava numa UCI. Qualquer pessoa que se colocar no meu lugar, na altura, dentro de um hospital, pode perceber que é uma situação de longe de ficar fora de controlo".

"Foi um dos momentos mais dificeis da minha vida", continuou. "Isso saiu do meu controlo. Não tinha como responder a toda a gente".

Questionada se conhecia António Lacerda Sales, a mãe das crianças voltou a negar.

"É muito triste para uma mãe saber que há uma medicação e não poder dar isso às filhas. Por isso, eu tentei de toda a forma chegar a isso e devido a essa medicação, as mninas hoje estão bem".

A mãe das gémeas luso-brasileiras considerou ainda que alguns deputados "extrapolaram o limite da civilidade e da humanidade", durante a comissão de inquérito.

Daniela Martins disse também que se disponibilizou para prestar declarações à Polícia Judiciária, nesta viagem a Portugal.

Sobre a polémica em volta do caso, Daniela Martins disse que só se arrepende de não se ter pronunciado logo quando sairam as primeiras notícias.

PUB