PSP adverte manifestantes que caso não recuem tem legitimidade para usar força

| País

|

O porta-voz do Cometlis da PSP lançou um aviso aos manifestantes que, caso continuem com a intenção de subirem a escadaria, a PSP tem legitimidade para usar a força. Caso as advertências não resultem a PSP "terá toda a legitimidade para usar a força para garantir a segurança de todos os manifestantes", afirmou o comissário Rui Costa.

A PSP já vez várias advertências aos manifestantes para recuarem e para adotarem uma conduta pacífica à frente da Assembleia da República, onde já conseguiram subir até metade da escadaria frontal do parlamento.

A mesma fonte adiantou que "a PSP está a tentar resolver a situação pela via do diálogo".

As advertências da polícia para que fosse mantida a calma foram acompanhadas por um elemento sindical, e feitas por megafone.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, garantiu que enquanto tiver confiança do primeiro-ministro não vai sair do Executivo.

Jorge Paiva, botânico e professor, um dos maiores peritos da floresta, critica em entrevista à Antena 1 o desinteresse generalizado dos políticos pelos problemas da floresta.

É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.