SNS ainda não entrou em rutura porque as pessoas estão a recorrer aos privados

por Frederico Moreno - Antena 1

Foto: Jonathan Borba - Unsplash

O presidente da Federação das Sociedades Portuguesas de Obstetrícia e Ginecologia afirma que o Serviço Nacional de Saúde ainda vai funcionando porque os utentes recorrem à Saúde privada.

Diogo Ayres de Campos alerta que a situação é particularmente difícil para as grávidas, referindo que os hospitais públicos não estão a ser capazes de dar resposta.

O antigo diretor do serviço de Obstetrícia do Hospital de Santa Maria recorda que os partos no sector privado continuam a aumentar, diz que a tendência é para serem cada vez mais, receando que seja essa a escolha política.

O também presidente da Sociedade Europeia de Medicina Perinatal avisa que o recurso aos privados pode pôr em causa essas conquistas.

Diogo Ayres de Campos considera que neste momento não é possível dar garantias às grávidas e confessa-se preocupado com o futuro.
pub