Touradas em Portugal continuam a perder espetadores

| País
Touradas em Portugal continuam a perder espetadores

As touradas atingiram no ano passado mínimos históricos de corridas e de público.

Os números da Inspeção Geral das Atividades Culturais indicam que pela primeira vez o número de touradas em Portugal esteve abaixo das duas centenas. Foram cento e noventa e uma touradas.

Também o número de espetadores que acorreu a estes espetáculos foi o mais baixo de sempre, desde que começaram a ser publicadas estatísticas oficiais há vinte anos.

Em seis anos o número de espetadores das touradas caiu de seiscentos e oitenta mil para menos de metade.

Apenas uma praça de touros a do Campo Pequeno, em Lisboa, conseguiu ter mais espetáculos e mais espetadores em 2016, como conta a jornalista Raquel Morão Lopes.

A seguir ao Campo Pequeno surgem as as praças de touros de Albufeira e da Nazaré.

A temporada tauromáquica abriu na semana passada.

A informação mais vista

+ Em Foco

Na Grande Entrevista da RTP, o ministro João Matos Fernandes lamentou que os problemas ambientais sejam muitas vezes menorizados.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.