Em Direto
Acompanhe aqui, ao minuto, o jogo do Grupo A entre Escócia e Suíça

Universidade da Beira Interior regressa "paulatinamente" à normalidade após ciberataque

por Lusa

A Universidade da Beira Interior (UBI), que há cerca de uma semana sofreu um ataque informático que paralisou grande parte dos serviços, está a regressar "paulatinamente" à normalidade, revelou hoje o reitor daquela instituição da Covilhã, distrito de Castelo Branco.

"Esta semana as coisas estão, paulatinamente, a entrar na normalidade e isso deve-se ao grande trabalho da nossa equipa de profissionais de informática que, desde o dia do ataque, têm trabalhado incansavelmente quase 24 horas por dia para resolver a situação", afirmou Mário Raposo.

O reitor da instituição falava durante a sessão solene da abertura do ano académico, tendo salientado que este foi o "maior ataque cibernético" desde a criação da UBI e revelado que há professores que perderam "vários anos de trabalho".

"O ataque de `ransomware`, perpetrado por uma organização mal-intencionada, visou todas as estruturas informáticas da Universidade, desde os serviços centrais, serviços académicos, serviços técnicos, faculdades, laboratórios, centros de investigação, computadores pessoais, etc. Nas palavras dos informáticos, foi o ataque mais grave que poderia ter acontecido. Por esse motivo os nossos serviços estiveram praticamente paralisados durante a semana passada, funcionando apenas as atividades letivas", lembrou.

Mário Raposo especificou que a avaliação dos estragos ainda está a ser feita, tendo referido que a "maioria dos `back-ups`" está salvaguardada.

Contudo, disse, "há um ou outro serviço mais afetado", como é o caso dos serviços de ação social.

Por outro lado, acrescentou, diversos professores "perderam vários anos de trabalho com os seus computadores encriptados".

"Para eles uma palavra de solidariedade e apoio", concluiu.

Tópicos
pub