Castração química. Santos Silva admite aceitar nova versão do projeto do Chega

por RTP

Foto: Paulo Cunha - Lusa

O presidente da Assembleia da República admite aceitar a nova versão do projeto do Chega sobre castração química. A proposta para condenar a pena acessória de castração química os crimes de violação e abuso sexual de crianças inclui agora a necessidade do acordo do arguido, bem como do tribunal e do Ministério Público.

Num despacho, Augusto Santos Silva admite este novo projeto lei com esta alteração sem que isso signifique, qualquer espécie de concordância com o que é proposto.

E Santos Silva não vai para além do que está no despacho.
pub