Ferro agradece a Passos "serviço à causa pública". Esquerda não aplaude

| Política

PSD e CDS-PP aplaudiram de pé o ex-primeiro-ministro. Houve também aplausos na bancada do PS, mas não à esquerda
|

No adeus ao Parlamento, em dia de debate quinzenal, Pedro Passos Coelho ouviu de Ferro Rodrigues um agradecimento pelo “sentido de serviço à causa pública”. PSD e CDS-PP aplaudiram de pé o ex-primeiro-ministro. E houve também aplausos na bancada do PS. Mas não à esquerda.

“Agradeço o sentido de serviço à causa pública e desejo as maiores felicidades pessoais nesta nova fase da sua vida”, afirmou esta quarta-feira o presidente da Assembleia da República na abertura do plenário, antes de dar início ao debate quinzenal com o primeiro-ministro.
A subcomissão parlamentar de Ética aprovou esta quarta-feira a substituição de Pedro Passos Coelho na bancada do PSD.

“Pedro Passos Coelho exerceu funções de elevada responsabilidade no grupo parlamentar do PSD, na direção do PSD e no Governo de Portugal. Independentemente das avaliações políticas de cada um e da pluralidade de visões aqui representadas, Pedro Passos Coelho merece a consideração e o respeito de todas as bancadas e, em primeiro lugar, do presidente da Assembleia da República pela forma correta e convicta com que defendeu sempre os seus pontos de vista”, apontou Ferro Rodrigues.

Aplaudido de pé pelos grupos parlamentares que suportaram o seu Governo, Passos Coelho ouviu também palmas saídas do flanco socialista, nomeadamente de Carlos César, presidente do PS e líder parlamentar, e da secretária-geral adjunta Ana Catarina Mendes.


Os deputados do Partido Comunista, do Partido Ecologista “Os Verdes” e do Bloco de Esquerda permaneceram sentados e em silêncio.
Bettencourt no lugar de Passos

Na antecâmara do debate quinzenal, o presidente da Assembleia da República esteve reunido no seu gabinete com o antecessor de Rui Rio à frente do PSD. À entrada para o encontro, os jornalistas puderam ouvir Pedro Passos Coelho dizer que “não esperava tanta atenção”.

Sem querer responder às questões dos jornalistas sobre a despedida da vida parlamentar, Passos Coelho diria, já depois da reunião, que tencionava assistir ao debate quinzenal da estreia de Fernando Negrão como líder parlamentar dos social-democratas.

O lugar do ex-governante na bancada do PSD será agora ocupado por Ana Sofia Bettencourt, que passou pela Assembleia da República na legislatura de 2011 a 2015 e na vigência do XX Governo Constitucional, que caiu por força da esquerda parlamentar.

c/ Lusa

Tópicos:

Assembleia da República, Debate, Ferro Rodrigues, PSD, Parlamento, Pedro Passos Coelho, Presidente, Quinzenal,

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

        Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.