Governo admite alargamento de serviços mínimos para postos de combustível

por Antena 1

Foto: Lusa

Esta manhã no Parlamento o primeiro-ministro admitiu alargar os serviços mínimos para assegurar o abastecimento de combustíveis, garantir as necessidades básicas e assegurar a legalidade.

No debate quinzenal desta quinta-feira António Costa respondeu as dúvidas dos deputados relativamente à greve dos motoristas de matérias perigosas e mostrou disponibilidade para alargar os serviços mínimos que, neste momento, só abrangem as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto.

O chefe do Governo afirmou querer garantir as necessidades básicas e assegurar a legalidade.

O debate quinzenal com a oposição, no parlamento, era para debater a Segurança Social, mas Costa foi também confrontado com a greve dos motoristas de matérias perigosas por tempo indeterminado.
pub