Direto
Final da Taça de Portugal. Acompanhe em direto este jogo com a RTP e a Antena 1

Governo vai apresentar plano de emergência para resolver falta de professores

por RTP
O ministro da Educação participou esta terça-feira na posse de presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, Maria José Fernandes. Foto: Hugo Delgado - Lusa

O ministro da Educação, Fernando Alexandre, anunciou esta terça-feira que o executivo de Luís Montenegro irá apresentar "em breve" um plano de emergência para resolver a situação de falta de professores. Um problema que "tem de ser resolvido rapidamente" mas que, admite, "não se resolve de um dia para o outro".


Fernando Alexandre, ministro da Educação, Ciência e Inovação, considerou que a situação é “gravíssima” e que, já durante o mês de março, ainda havia 1.172 alunos que tinham pelo menos uma disciplina sem professor desde o início do ano letivo.

Se, por um lado, o ministro assinalou que o problema dos professores é “estrutural” e deve ser resolvido “rapidamente”, reconhece que “não se resolve de um dia para o outro”.

No entanto, com o plano de emergência, o Governo terá como objetivo principal evitar que haja uma repetição do que se passou já no próximo ano letivo.

O ministro da Educação, Ciência e Inovação considerou ainda que a profissão de professor tem sido "muito desvalorizada" ao longo de várias décadas e por vários governos.

Na próxima quinta e sexta-feira, Fernando Alexandre vai reunir-se com 12 sindicatos do setor para receber os respetivos "cadedrnos de encargos". "Temos de saber exatamente o que é que os sindicatos esperam de nós", vincou o ministro.

Uma das questões centrais é a da recuperação do tempo de serviço, que o programa de Governo prevé que seja feita ao longo a legislatura. Alguns sindicatos pretendem que seja acelerada.

c/ Lusa
Tópicos
pub