Médicos. Manuel Pizarro diz que este foi o acordo possível nas atuais circunstâncias

por RTP

O ministro da Saúde, Manuel Pizarro, considerou que o acordo intercalar foi o entendimento possível. "Nas atuais circunstâncias não era possível tratar de todas as matérias", reconheceu.

Adiantou, no entanto, que o acordo irá garantir a melhoria da cobertura e a capacidade do Serviço Nacional de Saúde em atender os cidadãos e também compensar a carreira dos médicos.

O governante assinalou que o valor de aumento de 14,6 por cento está muito próximo dos 15 por cento exigidos pelos sindicatos e garante que a negociação "tem cobertura orçamental para 2024".

"Garante que podemos continuar com as contas certas, como tem sido apanágio da nossa governação, mas ao mesmo tempo tem um equilíbrio com as outras profissões do SNS e da Administração Pública", considerou.

Manuel Pizarro destacou ainda que o Governo está a tentar lançar as "sementes de uma renovação profunda no SNS" e que caberá ao próximo governo assumir as suas responsabilidades.

"O coração do SNS hoje está mais saudável", concluiu nas declarações aos jornalistas.
pub