Paulo Portas afirma que a decisão de se demitir é irrevogável

| Política
Paulo Portas afirma que a decisão de se demitir é irrevogável

A ver: Paulo Portas afirma que a decisão de se demitir é irrevogável

Paulo Portas afirma que a decisão de se demitir é irrevogável. Num comunicado onde explica as razões da demissão, o líder do CDS criticou a escolha de Maria Luís Albuquerque para a pasta das Finanças, alegando que isso significava seguir o caminho da continuidade. Portas escreveu que ficar no governo nessas circunstâncias seria um acto de dissimulação. Mas uma fonte do governo garantiu à RTP que no sábado passado Paulo Portas teria aceite, embora com reservas, o nome de Maria Luís Albuquerque para a pasta das Finanças

A informação mais vista

+ Em Foco

Meio século depois, o Parlamento soviético dos finais da Guerra Fria repudiou o Pacto. Decorridos mais 30 anos, Putin quer reabilitá-lo.

    A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.