Presidente do Técnico vê eleitoralismo em corte de propinas

por Antena 1

DR

O presidente do Instituto Superior Técnico de Lisboa espera que o valor de 2 milhões de euros que resultam da perda com a redução do valor das propinas, seja seja compensado pelo Orçamento do Estado.

Arlindo Oliveira mostra-se apreensivo com as novidades do próximo OE e considera que a decisão de reduzir o valor da propina é uma medida "um bocadinho eleitoralista".