Taxa de abstenção foi a maior de sempre com 51,43%

por RTP
Esta é a terceira vez consecutiva que as eleições legislativas batem recordes de abstenção Rafael Marchante - Reuters

Com a contagem de votos dos emigrantes terminada, esta quinta-feira, pode concluir-se que a taxa de abstenção nas legislativas deste ano foi a maior de sempre em democracia, alcançando os 51,43 por cento.

Nestas eleições votaram, no total, mais de cinco milhões de portugueses (5.251.064), quando estavam inscritos quase 11 milhões (10.810.240).

Em comparação com as legislativas de 2015, este ano houve mais um milhão e cem mil eleitores inscritos, devido ao recenseamento automático, mas ainda assim a taxa de abstenção foi superior.

Ainda comparativamente com as últimas eleições, desta vez foram menos 287 mil eleitores a votar em território nacional, apesar de existirem apenas menos 96 mil inscritos nos cadernos eleitorais.

Esta é a terceira vez consecutiva que as eleições legislativas batem recordes de abstenção. Em 2015 esta situou-se nos 44,14 por cento, em 2011 nos 41,93 por cento e em 2009 nos 40,26 por cento.
Tópicos