O que deve fazer perante o vírus informático Wanna Cry

| Tecnologia

|

Na sexta-feira, um ciberataque à escala global causou enormes bloqueios por todo o mundo. Os alvos principais foram as grandes empresas, mas o vírus também afetou serviços hospitalares. O perigo ainda não passou, pois esta manhã, quer na China, quer no Japão, há já registo de milhares de computadores afetados.

Em conversa com o jornalista da Antena 1 Mário Rui Cardoso, o especialista em segurança informática Francisco Rente recomenda que, na hora de ligar o computador, se dê atenção aos seguintes elementos.

Os utilizadores devem estar atentos a qualquer mensagem que alerte para a encriptação de dados informáticos, seguida de um pedido de resgate. Caso esta informação surja, deve imediatamente chamar um técnico informático.


Não deve em caso algum desligar o computador, nem enviar correio eletrónico, visto ser esta uma das formas de propagação do vírus.

"Uma das soluções, caso ainda não tenha sido infetado, é instalar um patch de atualização do sistema operativo que a Microsoft lançou há umas semanas", diz Francisco Rente.

Para os sistemas operativos XP e 2003, que são sistemas já descontinuados deve consultar os seguinte link:http://www.catalog.update.microsoft.com/Search.aspx?q=KB4012598

Para as restantes plataformas Windows instalar via WSUS ou Windows Update.

Mais detalhe sobre correcção das vulnerabilidades para este Malware
específico consultar os blogs oficiais da microsoft.

Na consulta do correio eletrónico, não deve abrir qualquer email com origem duvidosa, desconhecida, ou até com um título "estranhamente sugestivo" por parte de um conhecido.

Segundo a informação disponível na página de dúvidas da Microsoft Portugal, o Wanna Cry é considerado um malware de alto nível, distribuído como Deep Web.

"O malware pode ser recebido através de um pacote anexável a um documento, imagem, e o melhor método é estar atento a tudo que se recebe, a questão em diferente, é que não se trata de link em corpos de e-mails, mas sim de arquivo anexável a um outro arquivo".

Tópicos:

Ciberataque, Computadores, E-mails, Malware, Vírus, Wanna Cry,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Redação da RTP votou sobre as figuras e acontecimentos mais destacados, a nível nacional e internacional. Veja aqui as escolhas.

    O embaixador russo em Lisboa afirma, em entrevista à RTP, que as declarações e decisões de Donald Trump sobre Jerusalém podem incendiar todo o Médio Oriente.

    Rui Rosinha, bombeiro de Castanheira de Pêra, sofreu queimaduras de terceiro grau e esteve dez horas à espera de ser internado. Foi operado 14 vezes e regressou a casa ao fim de seis meses.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.