Joana Estrela vence Prémio Internacional de Serpa para Álbum Ilustrado

| Cultura

A ilustradora portuguesa Joana Estrela venceu a primeira edição do Prémio Internacional de Serpa para Álbum Ilustrado, criado pela autarquia alentejana, em parceria com a editora Planeta Tangerina, anunciou hoje o júri.

A autora venceu com "Mana", um livro que será editado em 2016, e que é "um bom exemplo da vertente camaleónica que os álbuns ilustrados podem assumir, ao revelar a capacidade de absorver uma grande variedade de linguagens, tanto ao nível das imagens como das palavras", sustentou o júri.

Joana Estrela, nascida em Penafiel em 1990, estudou Design de Comunicação na Faculdade de Belas Artes do Porto e, no ano passado, publicou o livro "Propaganda", um diário gráfico que regista a temporada que viveu ena Lituânia, entre 2012 e 2013, como voluntária da Liga Gay Lituana.

Sobre a obra vencedora, o júri explicou que o texto tem as características de "uma pequena carta, quase um recado, escrita pela irmã mais velha e dirigida à mais nova".

A narrativa é acompanhada por uma ilustração que recorre a vários registos: "Vão desde o traço fino sem utilização de cor, a páginas mais trabalhadas, nas quais é a própria personagem mais nova que intervém a nível gráfico".

O Prémio Internacional de Serpa para Álbum Ilustrado, que será bienal e tem um valor de quatro mil euros, pretende "desenvolver a qualidade literária e artística do álbum ilustrado e estimular a criação de novos projetos".

Nesta primeira edição, o júri recebeu mais de 200 candidaturas de vinte países, a maioria de Portugal e da Itália, mas também da Coreia do Sul, Irão, Guatemala ou Suécia.

O júri que escolheu Joana Estrela integrou a autora e ilustradora Kitty Crowther, a escritora Isabel Minhós Martins, uma das fundadoras da editora Planeta Tangerina, e Paula Estorninho, da autarquia de Serpa.

A entrega do prémio e lançamento do livro premiado, com selo da Planeta Tangerina, acontecerá na primavera de 2016.

Tópicos:

Isabel Minhós, Lituânia, Penafiel, Serpa,

A informação mais vista

+ Em Foco

O ministro dos Negócios Estrangeiros considera, em entrevista à Antena 1, que Portugal tem a vantagem de não ter movimentos populistas organizados.

    Segundo um relatório da Amnistia Internacional, o número de mulheres vítimas de violência doméstica em Portugal continua elevado.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.