Associação do setor eletrónico contra nova taxa sobre equipamentos de gravação

| Economia
Associação do setor eletrónico contra nova taxa sobre equipamentos de gravação

Foto: Dado Ruvic/Reuters

A Associação Empresarial dos Setores Elétrico, Eletrodoméstico, Fotográfico e Eletrónico (AGEFE) critica a nova taxa que o Governo pretende implementar sobre todos os equipamentos que permitam gravar ficheiros, nomeadamente telemóveis e tablets. A medida deve ser discutida esta quinta-feira em Conselho de Ministros.

Em declarações ao programa da Antena 1 “Antena Aberta”, o diretor executivo da AGEFE defende que os consumidores não devem pagar mais do que uma vez pelos direitos de autor, até porque não se trata de pirataria: “Estamos a falar de cópia privada, isto é, a cópia de algo que se comprou legalmente. Isto não tem nada que ver com a pirataria”.

“O que acontece hoje com enorme frequência e de forma exponencialmente crescente é que aquilo que eu compro é o acesso a uma obra e quando se paga esses serviços os autores são remunerados por isso, pelo que não faz qualquer sentido que eu volte a pagar para ter essa obra em minha posse e volte a pagar se tiver um cartão de memória e por aí fora”, sublinha José Valverde.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

O criador dos óculos de realidade virtual está a desenvolver tecnologia que vai transferir jogos de vídeo para os campos de batalha.

Reunimos aqui reportagens sobre as forças de elite portuguesas, emitidas por ocasião dos 100 anos do Armistício que pôs fim à I Guerra Mundial.

    O coração de Lisboa foi palco do maior desfile militar dos últimos 100 anos no país, por ocasião do centenário do Armistício que pôs fim à I Grande Guerra.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.