Presidente da EDP: Impostos explicam preços elevados de gás e eletricidade

| Economia
Presidente da EDP: Impostos explicam preços elevados de gás e eletricidade

Hugo Correia - Reuters

No dia em que o Eurostat confirmou que Portugal fechou 2015 com a eletricidade e gás mais caros da União Europeia, António Mexia lembra os baixos rendimentos dos consumidores e aponta o dedo ao peso da carga fiscal.

"O problema não está no preço da eletricidade, o problema está no poder de compra. (...) O preço para as famílias em Portugal está em linha com o preço europeu, sobretudo se tivermos em conta que há uma fiscalidade em Portugal superior à média europeia", argumenta o presidente da EDP.

Esta sexta-feira, o gabinete de estatísticas da União Europeia revelou que o peso das taxas e impostos no preço da eletricidade doméstica em Portugal é o terceiro maior da UE (50 por cento), depois da Dinamarca (69 por cento) e da Alemanha (52 por cento), e acima da média europeia de 33 por cento.

No que diz respeito ao gás, as taxas e impostos são 23 por cento, em média com a União Europeia.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Passaram sete anos desde o início das “Primaveras Árabes”. Regimes mudaram, guerras civis rebentaram, houve conflitos que alteraram dinâmicas regionais e vazios de poder que deram origem a Estados falhados.

Veja ou reveja a primeira entrevista de Rui Rio depois de ter sido eleito presidente do PSD.

Na hora da despedida da liderança social-democrata, as juventudes partidárias olham para o legado do ex-primeiro-ministro, com uma pergunta em mente: se Portugal não falhou, o que dizer de Pedro Passos Coelho?

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.