Valor das pensões afunda-se até 2025

| Economia
Valor das pensões afunda-se até 2025

A ver: Valor das pensões afunda-se até 2025

Foto: Rafael Marchante, Reuters

Contas feitas por especialistas sugerem que, a partir de 2025, as pensões de reforma vão valer menos de metade do último salário auferido. A longo prazo, em 2060, serão pouco mais de um terço. Os dados estão num documento da Comissão Europeia e são destacados na edição deste domingo do jornal Público.

É a população agora ativa que vai sentir os cortes no futuro. Os decréscimos serão muito significativos, quando se compara o valor bruto da pensão de reforma com o último salário.

Os dados do Ageing Report, da Comissão Europeia, mostram que dentro de dez anos já se vai sentir a quebra no valor pensões. Especialistas sobre a matéria adiantam que a partir de 2025 a pensão vai valer menos de metade do último salário. E em 2060 corresponderá a pouco mais de um terço.

O problema radica no drama demográfico que o país atravessa, ou seja, o envelhecimento e consequente redução da população ativa. Razões confirmadas no documento de Bruxelas.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez pelo menos 64 mortos e 160 feridos. Há dezenas de deslocados.

Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.

Laura Vasconcellos é o rosto principal da ADDHU - Associação para a Defesa dos Direitos Humanos a operar no Quénia. Em conversa com a RTP, explica por que razão vive para esta causa.

    A Antena 1 assinalou no início de junho, com uma série de reportagens de José Manuel Rosendo, os 50 anos da Guerra dos Seis Dias, que resultou na ocupação da Cisjordânia e de Jerusalém Oriental.