Gay e iraquiano: uma combinação não aconselhável

por RTP

Amir Ashour é refugiado político na Suécia e conta em entrevista à RTP os casos de tortura de pessoas LGBT no Iraque.

Fundou o IraQueer, o primeiro site LGBT no Iraque, e denuncia os ataques à comunidade gay. Diz que está a começar do zero e exemplifica: "A palavra correta para 'homossexual' nem sequer existe em árabe nem em curdo".