Governo espanhol e PSOE de acordo para subida de 8% do salário mínimo

| Mundo

O Governo espanhol e o PSOE chegaram a acordo para um aumento de 8% do salário mínimo em 2017, o que significa mais 52,4 euros por mês e uma remuneração que passa para os 707,6 euros.

A medida, noticiada hoje pela imprensa espanhola, deve ser aprovada no Conselho de Ministros que tem lugar esta manhã em Madrid.

A decisão faz parte das negociações sobre o teto de despesas do Orçamento Geral do Estado para 2017 que terá de cumprir o objetivo negociado com a Comissão Europeia para que a Espanha alcance um défice público de 3,1 % do PIB (produção anual).

Depois de conhecerem a proposta, os sindicatos espanhóis reconheceram que se trata de um "avanço", mas também se manifestaram descontentes, considerando-a "absolutamente insuficiente".

Os sindicatos criticam também o processo utilizado pelo Governo de situar as negociações do salário mínimo interprofissional (SMI) no âmbito político e parlamentar e de "ferir" o diálogo social.

O governo espanhol é apoiado pelo Partido Popular (direita), que foi o partido mais votado nas eleições de 26 de junho último, mas sem maioria absoluta, sendo o PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol) a principal força política da oposição.

Tópicos:

Operário, Popular,

A informação mais vista

+ Em Foco

Desta vez, as sondagens não falharam. Recuperamos os principais momentos da noite eleitoral em França e perspetivamos as próximas semanas.

Em entrevista à RTP, o embaixador francês aborda o terrorismo, os populismos, os emigrantes e o interesse em Portugal.

    A Associação Adeptos dos Sonhos canalizava 90% do dinheiro recolhido em ações de caridade para uma empresa do namorado da presidente.

    Em entrevista à RTP, o Bispo de Leiria-Fátima diz acreditar que o Papa, em Fátima, vai sentir-se como um "peregrino no meio dos peregrinos.