Mais de 1.500 pessoas retiradas devido a erupção de dois vulcões na Indonésia

| Mundo

Mais de 1.500 pessoas foram retiradas hoje na Indonésia devido à erupção dos vulcões Merapi, na ilha de Java, e Sinabung, na ilha de Sumatra, informou a imprensa local.

A Agência Nacional de Gestão de Desastres indicou que 1.681 pessoas foram retiradas das imediações do Monte Sinabung, no norte de Sumatra, onde uma nuvem de cinzas e fumo alcançou até 8.000 quilómetros de altura.

Esta foi a segunda erupção consecutiva do Sinabung, que entrou também em atividade no domingo.

Na zona central de Java, o vulcão Merapi entrou em erupção, forçando a retirada de centenas de pessoas, tendo expelido uma nuvem de fumo e cinzas que afetou até 69 quilómetros da cratera.

A última grande erupção do Merapi foi registada em outubro de 2010, quando uma nuvem de cinza causou a morte a 32 pessoas e forçou a retirada de 50 mil.

Tópicos:

Java,

A informação mais vista

+ Em Foco

Nas ruas das cidades angolanas, as caravanas cruzam-se em ambiente descontraído. O cenário repete-se em M'banza Congo.

Os responsáveis pelo parque prometeram valorizá-lo e vão renovar a frota automóvel e envolver operadores privados nas visitas aos núcleos de gravuras rupestres.

O maior banco francês fez soar os alarmes na Europa ao suspender três fundos de investimento relacionados com créditos nos Estados Unidos.

Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.