Mais de 1.500 pessoas retiradas devido a erupção de dois vulcões na Indonésia

| Mundo

Mais de 1.500 pessoas foram retiradas hoje na Indonésia devido à erupção dos vulcões Merapi, na ilha de Java, e Sinabung, na ilha de Sumatra, informou a imprensa local.

A Agência Nacional de Gestão de Desastres indicou que 1.681 pessoas foram retiradas das imediações do Monte Sinabung, no norte de Sumatra, onde uma nuvem de cinzas e fumo alcançou até 8.000 quilómetros de altura.

Esta foi a segunda erupção consecutiva do Sinabung, que entrou também em atividade no domingo.

Na zona central de Java, o vulcão Merapi entrou em erupção, forçando a retirada de centenas de pessoas, tendo expelido uma nuvem de fumo e cinzas que afetou até 69 quilómetros da cratera.

A última grande erupção do Merapi foi registada em outubro de 2010, quando uma nuvem de cinza causou a morte a 32 pessoas e forçou a retirada de 50 mil.

Tópicos:

Java,

A informação mais vista

+ Em Foco

A epopéia da Rosetta termina após 12 anos numa missão espacial de um objeto terrestre que pela primeira vez visita, estuda e pousa num cometa.

    Mariana Mortágua critica a postura do PCP na polémica do novo imposto sobre o imobiliário. A deputada do BE diz que os comunistas deviam criticar a direita.

    "Luto contra eles e corto-lhes as cabeças. Cozinho-as e queimo os corpos", diz Wahida Mohammed com orgulho.

    Uma rubrica do site da RTP e do Jornal 2 dentro do contexto evocativo do centenário da Grande Guerra. Será emitida todas as segundas-feiras.