Mais de 1.500 pessoas retiradas devido a erupção de dois vulcões na Indonésia

| Mundo

Mais de 1.500 pessoas foram retiradas hoje na Indonésia devido à erupção dos vulcões Merapi, na ilha de Java, e Sinabung, na ilha de Sumatra, informou a imprensa local.

A Agência Nacional de Gestão de Desastres indicou que 1.681 pessoas foram retiradas das imediações do Monte Sinabung, no norte de Sumatra, onde uma nuvem de cinzas e fumo alcançou até 8.000 quilómetros de altura.

Esta foi a segunda erupção consecutiva do Sinabung, que entrou também em atividade no domingo.

Na zona central de Java, o vulcão Merapi entrou em erupção, forçando a retirada de centenas de pessoas, tendo expelido uma nuvem de fumo e cinzas que afetou até 69 quilómetros da cratera.

A última grande erupção do Merapi foi registada em outubro de 2010, quando uma nuvem de cinza causou a morte a 32 pessoas e forçou a retirada de 50 mil.

Tópicos:

Java,

A informação mais vista

+ Em Foco

O vinho e o queijo, a simpatia dos portugueses e o bom tempo. A ainda embaixatriz dos EUA só tem um defeito a apontar: a forma como os portugueses lidam com os erros. Kim Sawyer conta a sua história de vida à RTP.

    Em entrevista à Antena 1, o eurodeputado considera que a estabilidade pode ser minada pela polémica da TSU.

    Amir Ashour é o primeiro iraquiano a dar a cara pelos direitos gay no seu país. Em segurança na Suécia, revela à RTP episódios de tortura e de rejeição.

      O antigo Presidente da República morreu aos 92 anos. Recordamos aqui os principais momentos de uma figura incontornável da História de Portugal.