ONU começa a retirar pessoal da Birmânia devido aos confrontos religiosos

| Mundo

A ONU anunciou hoje ter iniciado a retirada do pessoal internacional de algumas áreas da Birmânia afetadas por violentos confrontos entre budistas e muçulmanos que levaram, no domingo, à declaração do estado de emergência em Rakhine.

De acordo com o representante da ONU em Rangum, Ashok Nigam, cerca de 44 funcionários da organização e as respetivas famílias estão a deixar Maungdaw, no Estado de Rakhine, na fronteira com o Bangladesh, onde a violência já causou, pelo menos, sete mortos.

Tópicos:

ONU, Rangum,

A informação mais vista

+ Em Foco

A curda Mina Jaf é diretora da Women Refugee Route e trabalha com a ONU. Diz que quer mostrar às refugiadas que têm de sair das tendas dos campos e contar a violência de que são alvo.

    Em entrevista à Antena 1, a coordenadora do Bloco de Esquerda afirma não perceber a posição dos social-democratas sobre o salário do futuro presidente do conselho de administração da CGD.

    Um velho enigma pode estar explicado: por que continua a ilha de Santa Maria a erguer-se acima do nível do mar? Ricardo Ramalho resume para o RTP online a investigação mais recente sobre o tema.

      Uma rubrica do site da RTP e do Jornal 2 dentro do contexto evocativo do centenário da Grande Guerra. Emitida todas as segundas-feiras.