S. João da Madeira em eleições para escolher nova Câmara a 24 de janeiro

| País

O Diário da República publica hoje um despacho do secretário de Estado da Administração Local que marca para 24 de janeiro de 2016 as eleições autárquicas intercalares para a Câmara Municipal de S. João da Madeira.

A decisão surge no seguimento da "renúncia ao mandato da totalidade dos membros efetivos e suplentes da lista mais votada [a do PSD] à Câmara" nas eleições de 2013, o que se verificou na passada quarta-feira.

O despacho do secretário de Estado António Leitão Amaro atribui assim a marcação do novo ato eleitoral ao facto de que, com a referida renúncia, "ficou esgotada a possibilidade de substituição do presidente da Câmara Municipal, prevista no artigo 70.º da Lei N.º 169/99, de 18 se setembro, na redação que lhe foi dada pela Lei Orgânica 1/2011, de 30 de novembro".

Tópicos:

Câa, N º, Orgânica, PSD],

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, o candidato derrotado nas diretas do PSD diz que o partido deve serenar após o Congresso e admite que vai ser “muito difícil ganhar eleições" no quadro atual.

Nicolás Maduro quer alargar poderes e, para tal, leva a cabo eleições antecipadas. É um "golpe constitucional", na leitura de Filipe Vasconcelos Romão, comentador da Antena 1.

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.