Um morto e mais de 4 mil árvores derrubadas no balanço do mau tempo

| País
Um morto e mais de 4 mil árvores derrubadas no balanço do mau tempo

Uma pessoa morreu, em consequência do mau tempo, 10 ficaram feridas, duas com gravidade. É este o balanço feito até as 16 horas pela autoridade nacional de protecção civil. As autoridades registaram mais de seis mil ocorrências como revela Miguel Cruz, adjunto do comando nacional de protecção civil.

Entre as 08:00 de sexta-feira e as 16:00 de hoje, período abrangido pelo Estado de Alerta Especial, foram listadas 6.118 ocorrências.

A Proteção Civil contabilizou 4.117 árvores derrubadas, 1.262 quedas de estruturas, e 415 inundações.

Foram também registados 167 deslizamentos de terras ou desabamentos e 157 limpezas de vias em todo o pais.

A Proteção Civil colocou na sexta-feira em alerta laranja o dispositivo de operações de proteção e socorro em oito distritos de Portugal Continental (Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa e Setúbal) devido ao agravamento das condições meteorológicas.

A informação mais vista

+ Em Foco

Passaram sete anos desde o início das “Primaveras Árabes”. Regimes mudaram, guerras civis rebentaram, houve conflitos que alteraram dinâmicas regionais e vazios de poder que deram origem a Estados falhados.

Veja ou reveja a primeira entrevista de Rui Rio depois de ter sido eleito presidente do PSD.

Na hora da despedida da liderança social-democrata, as juventudes partidárias olham para o legado do ex-primeiro-ministro, com uma pergunta em mente: se Portugal não falhou, o que dizer de Pedro Passos Coelho?

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.