Papa lembrou João Paulo II na Capelinha das Aparições

por RTP
Bento XVI perante milhares de pessoas pela primeira vez como Papa no Santuário de Fátima Mário Cruz, Lusa

Perante milhares de pessoas que o esperavam no Santuário de Fátima, o Papa evocou na Capelinha das Aparições João Paulo II. Frente à imagem de Nossa Senhora de Fátima, Bento XVI disse que estava ali "como um filho que visita a sua mãe".

No segundo dia da visita a Portugal, o Papa chegou a Fátima transportado por um helicóptero da Força Aérea e de imediato, rodeado por milhares de pessoas, dirigiu-se à Capelinha das Aparições.

"Senhora nossa e mãe de todos os homens e mulheres aqui estou como um filho que vem visitar sua mãe e o faz na companhia de uma multidão de irmãos e irmãs", disse Bento XVI. "Quero apresentar ao vosso coração imaculado as alegrias e esperança e também os problemas e as dores de cada um destes vossos filhos e filhas que estão na Cova de Iria".

O Papa recordou na suas palavras "João Paulo II que vos visitou três vezes aqui em Fátima e agradeceu a mão invisível que o libertou da morte no atentado de 13 de Maio (de 1981) na Praça de São Pedro e quis oferecer ao Santuário de Fátima uma bala que o feriu gravemente e foi posta na vossa coroa".

Bento XVI voltou a mencionar os problemas que atingem a igreja ao referir que é "profundamente consolador saber que estais coroada não só com a prata e o ouro das nossas alegrias e esperanças mas também com uma bala das nossas preocupações e sofrimentos". Agradeceu ainda a "todos aqueles que, em cada dia, rezam pelo sucessor de Pedro e pelas suas intenções, para que o Papa seja forte na fé, audaz na esperança e zeloso no amor".

No final, Bento XVI entregou a Rosa de Ouro ao Santuário "como homenagem de gratidão do Papa pelas maravilhas que o Omnipotente tem realizado" por intercessão de Nossa Senhora de Fátima "no coração de tantos que peregrinam" à Cova de Iria.

Tópicos
pub