Posição Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:

A história das levadas confunde-se com o próprio povoamento da ilha da Madeira. Desde cedo os colonos constataram que o sul da ilha era mais fértil, mas a água estava do lado norte e no interior montanhoso, ambos de acesso difícil. Construíram então as primeiras levadas, que transportavam água das nascentes até às suas terras. Tinham concebido um engenhoso sistema de irrigação, que veio a mudar a paisagem da ilha e se tornou num património cultural.
A acessibilidade e a extensão destes cursos de água tornaram-nos num monumento notável e único. Uma prova viva do engenho e audácia de quem concebeu e dos muitos que ergueram estes aquedutos talhados na rocha. Hoje, estes caminhos de irrigação contam com mais de 1500 quilómetros. Uma obra impressionante começada há quase seis séculos.

Na década de 1930, apenas dois terços da terra arável da ilha eram cultivados - e desses, só metade eram irrigados. Só o Estado possuía os meios económicos necessários para implementar um programa de construção em larga escala e em 1939, o governo envia uma missão à ilha para estudar um plano hidroelétrico e de irrigação. Em 1943 é criada a Comissão Administrativa dos Aproveitamentos Hidráulicos da Madeira que lança um ambicioso plano de construção de levadas.
Os trabalhadores eram suspensos do alto em cestos de vime, enquanto atacavam a pedra resistente com as suas picaretas. Muitos perderam a vida para levar água e eletricidade à ilha. Como escavaram os trabalhadores as levadas a meio caminho entre a terra e o céu? Quem eram estes homens que imaginaram e conceberam estes caminhos de água? E os que os rasgaram?
Mostrando pela primeira vez imagens em movimento da construção das levadas, e recorrendo a testemunhos inéditos, este documentário conta a épica história da construção das levadas, de quem as inventou e daqueles que as construíram.
Com a qualidade da RTP.


Episódios Disponíveis

201547