Cultura é "elemento base da sustentabilidade do desenvolvimento" dos territórios, disse CCDRC

| Cultura

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, disse hoje que a cultura é considerada como um "elemento base da sustentabilidade do desenvolvimento" dos territórios.

Ana Abrunhosa, que falava na sessão de abertura de uma conferência internacional sobre "Cultura. Território e Desenvolvimento", que decorre até sábado, na aldeia histórica de Idanha-a-Velha, distrito de Castelo Branco, por iniciativa da Direção Regional de Cultura do Centro (DRCC), disse que a cultura é considerada importante para o desenvolvimento do território e a entidade que lidera pretende robustecê-la no próximo período de programação comunitário.

"Que fique claro. Consideramos a cultura como um elemento base da sustentabilidade do desenvolvimento", afirmou.

Na sua intervenção, a presidente da CCDRC disse também que "a ligação entre a economia e a cultura é um dos grandes desafios para o desenvolvimento das regiões".

Por sua vez Pedro Machado, presidente do Turismo do Centro afirmou que esta entidade construiu um programa para o centro do país "em que a cultura, a História, o património, são verdadeiramente os pilares" do "primeiro e principal produto turístico em desenvolvimento".

"Caracterizar o nosso potencial e o território turístico, facilitar a apropriação pelas várias comunidades, qualificar a experiência daqueles que nos visitam e finalmente comunicarmos com mais eficácia", são desafios que se colocam para o futuro.

Pedro Machado rematou dizendo que, no Centro de Portugal, a cultura, o território e o desenvolvimento são "um triângulo virtuoso"

Já o presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, disse que o município tem apostado na cultura e referiu que através da aposta no setor e nas atividades económicas, como é a vertente do turismo, é possível "criar riqueza" nos territórios de baixa densidade.

"As atividades culturais têm sido para nós uma forte riqueza", disse o autarca, referindo que têm criado um conjunto de projetos que têm obtido reconhecimento nacional e internacional.

A DRCC está a organizar, entre quinta-feira e sábado, na aldeia histórica de Idanha-a-Velha, Castelo Branco, uma conferência internacional sobre "Cultura. Território e Desenvolvimento", com a qual pretende "promover uma discussão alargada sobre o papel da cultura no desenvolvimento dos territórios, tendo como pano de fundo a competição, que se avizinha em Portugal, para selecionar a Capital Europeia da Cultura 2027".

Segundo a DRCC, a conferência internacional visa "compartilhar visões para o território à escala internacional, colocando a cultura no centro do debate".

A conferência irá abordar as temáticas interdependentes de políticas culturais ao nível local e regional; estratégias e visões para o desenvolvimento das cidades; desenvolvimento de públicos e lógicas participativas; dimensão europeia e internacionalização dos territórios; o impacto e a sustentabilidade das políticas culturais.

A iniciativa reúne especialistas, nacionais e internacionais.

 

Tópicos:

Idanha,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Grécia agradeceu a Portugal a solidariedade do país pela disponibilidade de receber mil migrantes e refugiados, atualmente alojados em condições precárias naquele país.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.