Documentário sobre aldeia de Bragança estreia-se em Encontros de Cinema de Viana

| Cultura

O documentário "Alfaião", de André Almeida Rodrigues, sobre o quotidiano daquela aldeia do concelho de Bragança, vai ser estreado em Viana do Castelo, na 17.ª edição dos Encontros de Cinema, que vão decorrer de 02 a 07 de maio.

Em comunicado hoje divulgado, a produção adiantou que o documentário "está selecionado para os Prémios PrimeirOlhar da secção Olhares Frontais" dos Encontros de Cinema de Viana do Castelo, que acontecem no teatro municipal Sá de Miranda.

"Este curto documentário é o meu projeto final do mestrado Som e Imagem da Universidade Católica Portuguesa e foi gravado em janeiro de 2016, na aldeia de Alfaião, em Bragança", explicou o realizador e produtor, citado naquela nota.

Segundo o realizador, o documentário, com 13 minutos de duração, "é um retrato contemplativo da rotina diária de uma aldeia", que "enaltece os aspetos quotidianos e simples da vida".

"O agricultor a cavar a terra, o pastor a guiar o rebanho, o aldeão a encher alheiras", especificou o realizador, natural de Leça do Balio, no concelho de Matosinhos.

Alfaião é uma aldeia localizada perto de Bragança e de Espanha que, em 2011, era habitada por 173 pessoas.

Tem uma topografia de cariz planáltico e é atravessada pelos rios Fervença e Penacal. Por isso, tem terras muito férteis. Em relação às suas origens pouco se sabe, porque os primeiros documentos a referir Alfaião são do século XIII.

"Neste documentário, interessa-me contemplar o dia-a-dia de uma aldeia. É o quotidiano que nós, os citadinos, sonhamos ter um dia. (...) Na aldeia, temos maior qualidade de vida e os ponteiros de relógios parecem preguiçosos, porque o tempo passa devagar", reforçou.

Em 2016, André Almeida Rodrigues finalizou o mestrado em Som e Imagem na Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa.

No primeiro ano daquela especialização realizou e produziu "O Barbeiro Guitarrista", um curto documentário que ganhou o Prémio Latino de Melhor Curta-Metragem Portuguesa, no Festival Internacional de Curtas-Metragens de Faro, foi nomeado para o prémio Sophia Estudante, da Academia Portuguesa de Cinema, e selecionado para vários festivais de cinema, como o Figueira Film Art ou o espanhol Órbigo, em Léon, tendo sido exibido pelo menos 31 vezes, em 18 países, segundo o Portal do Fado.

Em 2016, André Almeida Rodrigues terminou o Master Dirección Cinematográfica no Campus Universitario Europeo (Espanha).

Tópicos:

Alfaião, Católica, Curta Metragem, Curtas Metragens, Fervença, Leça, Master Dirección Cinematográfica Campus Universitario Europeo, Olhares Frontais, Portal Fado,

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevistado no 360, da RTP3, o ministro das Finanças quis sublinhar que o seu cargo governativo não é exclusivo e pode ser compatível com a presidência do Eurogrupo.

Há muitas perguntas no caminho e muitas respostas que só o caminho pode dar. Pela Última Vez - Histórias sobre o fim que não acaba é o título de uma grande reportagem de Isabel Meira para a rádio pública.

Um atentado suicida em Manchester provocou 22 mortos e dezenas de feridos. A explosão decorreu no final de um concerto da digressão de Ariana Grande Dangerous Woman Tour.

    Acompanhe aqui a edição deste ano com a emissão web em direto.