Palma de Ouro de Cannes para o filme "Parasite" do sul-coreano Bong Joon-ho

| Cultura

"Parasite", do realizador sul-coreano Bong Joon-ho, conquistou a Palma de Ouro do Festival de Cinema de Cannes, e os cineastas brasileiros Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles partilham o Prémio do Júri, com o francês Ladj Ly.

Na competição oficial, os filmes "Les Misèrables", do realizador francês Ladj Ly, e "Bacurau", dos realizadores brasileiros Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, protagonizado por Sónia Braga, conquistaram ex-aequo o prémio do Júri de Cannes.

O Grande Prémio do Festival foi para a realizadora franco-senegalesa Mati Diop, pelo filme "Atlantique".

O prémio de melhor realização foi para os irmãos belgas Jean-Pierre e Luc Dardenne, pela longa-metragem "Le jeune Ahmed".

O ator espanhol Antonio Banderas recebeu o prémio de interpretação masculina pelo desempenho no filme de Pedro Almodovar "Dor e Glória", e a britânica Emily Beecham, o prémio de melhor atriz, pelo papel em "Little Joe", de Jessica Hausner.

Do realizador sul-coreano teve estreia em Portugal, em 2014, o filme "O Expresso do Amanhã".

A 72.ª edição do festival de Cannes termina hoje, com a entrega dos prémios atribuídos pelo júri da competição oficial, presidido pelo cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu.

MAG // MLS

Tópicos:

Almodovar Dor, Bong Joon Cannes, Expresso Amanhã, Jean Pierre, Ladj Ly, Sónia,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Festa dos Tabuleiros regressa às ruas da cidade de Tomar. Um longo desfile em que 750 tabuleiros são transportados por mulheres.

    Os líderes europeus não chegaram a acordo sobre quem deve liderar a União nos próximos cinco anos.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.