Serralves leva realidade virtual a reclusos de Custóias e de Santa Cruz do Bispo

| Cultura

A Fundação de Serralves vai dar início, na segunda-feira, a um projeto que visa levar a realidade virtual aos reclusos dos estabelecimentos prisionais de Custóias e de Santa Cruz do Bispo, e assim abrir-lhes as "janelas para o mundo".

Em declarações à agência Lusa, Denise Pollini, coordenadora do serviço educativo artes de Serralves, e uma das responsáveis pelo projeto, que tem a duração de três anos, explicou que a ideia surgiu por intermédio de uma professora do estabelecimento prisional de Custóias que "tentava ampliar os horizontes aos reclusos".

"Há já alguns anos que tínhamos vontade de desenvolver um projeto deste género com os educadores de Serralves dentro de estabelecimentos prisionais", disse, salientando que este tem em vista a "expansão das perspetivas dos reclusos e o aumento das aspirações deles com vista no futuro".

O projeto, denominado "Janelas para o mundo", arranca na próxima segunda-feira, e vai abranger cinco grupos de reclusos do estabelecimento prisional de Custóias e dois grupos "intergeracionais" de mães e filhos da prisão de Santa Cruz do Bispo.

"Este é um projeto bastante complexo. Temos vários objetivos, entre os quais o desenvolvimento psicossocial, a cooperação entre os reclusos e atividades que estão a ser estruturadas para discutir o conceito de identidade e de autoestima", frisou Denise Pollini.

Assim, através de uma exposição pedagógica, oficinas laboratoriais nas áreas da ciência e das artes e de sessões teórico-práticas, os reclusos vão ter a oportunidade, uma vez por mês, de fazer "uma visita orientada à fundação e ao parque".

À Lusa, a adjunta do diretor da prisão de Custóias, Ana Costa, afirmou que os reclusos se encontram "muito recetivos ao projeto" e que, neste momento, são mais de 100 os inscritos.

"É a primeira vez que temos Serralves a entrar na nossa casa e há muita recetividade por parte dos reclusos, porque é algo novo e esta tecnologia é muito boa para eles aderirem ao projeto", afirmou.

A apresentação do "Janelas para o mundo" decorreu esta tarde, em Serralves, juntamente com a apresentação de outros dois projetos, financiados pela Portugal Inovação Social.

Durante a sessão, que contou com a presença da secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Maria do Céu Albuquerque, a presidente do Conselho de Administração de Serralves, Ana Pinho, salientou que o projeto é também "uma nova janela que se abre" para Serralves.

"Pretende-se, desta forma, contribuir para o desenvolvimento psicossocial da população reclusa através de uma proposta inovadora que implementa estratégias de promoção social a partir das artes e ambiente que proporcionam oportunidades de experiências de vida e da estruturação do pleno exercício da cidadania, visando assim a minimização dos problemas sociais graves associados à reclusão", acrescentou.

Tópicos:

Bispo, Cruz Bispo, Custóias, Denise Pollini, Iação,

A informação mais vista

+ Em Foco

A ONU alerta para um ano de grande instabilidade e de necessidades maiores por parte da população civil.

Os dias estão mais quentes e não é por causa do advento da primavera. A razão está identificada - as alterações climáticas fazem-se sentir em todo o planeta e as consequências espelham-se em fenómenos extremos.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.