Bolsa de Wall Street segue em baixa ao início da sessão

| Economia

|

A bolsa de Nova Iorque negociava hoje em baixa ao início da sessão, no mesmo dia em que Donald Trump vai reunir-se com Angela Merkel e Emmanuel Macron, à margem da cimeira da NATO.

Às 14h53 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones cedia 0,62% para 24.759,75 pontos e o Nasdaq recuava 0,48% para 7.721,46 pontos.

Por sua vez, o índice alargado S&P 500 fixava-se em 2.780,94 pontos, menos 0,46%.

O presidente dos EUA, Donald Trump, vai manter hoje encontros bilaterais com a chanceler alemã, Angela Merkel, e com o seu homólogo francês, Emmanuel Macron, à margem da cimeira da NATO, em Bruxelas, indicou fonte oficial do executivo de Washington.

O Presidente dos EUA criticou hoje a Alemanha por causa do investimento no projeto do gasoduto Nord Stream II, cuja construção está prevista para arrancar este mês e que sai de Ust-Luga, na Rússia, atravessando todo o mar Báltico até terminar em Greifswald, na Alemanha.

Para Trump, "a Alemanha está refém da Rússia" por causa das importações de energia, ao mesmo tempo que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN, na sigla inglesa) tem que "se defender da Rússia".

Trump tem contestado o incumprimento, por parte de muitos dos Aliados - incluindo a Alemanha e a França -, do objetivo acordado de consagrar 2% Produto Interno Bruto (PIB) para o orçamento da NATO.

Na terça-feira, o mercado de Wall Street encerrou em alta, com o Dow Jones a ganhar 0,58% para 24.919,66 pontos.

Tópicos:

Angela Merkel, Dow Jones, Greifswald Alemanha Trump, NATO, Nasdaq, Tratado Atlântico,

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevista à Antena 1 do académico João Pedro Simões Dias, autor do livro "A ideia de Europa".

Debates, perfis, notícias da campanha. Toda a informação sobre as Eleições Europeias de 2019, que se realizam a 26 de maio.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.