Centeno terá voto de Espanha se se candidatar à presidência do Eurogrupo

| Economia

Mário Centeno com Luis de Guindos.
|

Espanha apoiará "naturalmente" uma eventual candidatura de Mário Centeno se o ministro das Finanças português decidir concorrer ao cargo de presidente do Eurogrupo, disse hoje em Bruxelas o ministro da Economia espanhol, Luis de Guindos.

"Se Mário Centeno se apresentar naturalmente que terá o apoio de Espanha", afirmou, numa conferência de imprensa à margem de uma reunião de ministros das Finanças da União Europeia (Ecofin), o ministro espanhol, que em 2015 concorreu ao cargo, perdendo para o holandês Jeroen Dijsselbloem, que se apresta agora a despedir-se do Eurogrupo após dois mandatos.

Apontando que já teve oportunidade de garantir o seu apoio a Centeno, tal como o ministro português lhe disse que contaria com o apoio de Portugal caso decidisse avançar, o que não é o caso, sublinhou -- "não sou candidato" -, De Guindos comentou que se trata da "afinidade ibérica", que é bem conhecida, "e que sempre foi tradicional entre Espanha e Portugal".

c/Lusa

 

Tópicos:

Eurogrupo,

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevista exclusiva de Rui Rio à editora de política da RTP Luísa Bastos.

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Foram sinalizados casos de mutilação genital numa escola da Baixa da Banheira. Uma associação trabalha com turmas. Ainda há rapazes que defendem a "submissão" como "saudável".

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.