Comissão Europeia dá 5,7 milhões de euros a três projetos de inovação portugueses

| Economia

A Comissão Europeia vai apoiar com 5,7 milhões de euros três projetos de inovação portugueses nas áreas das novas tecnologias e inteligência artificial, anunciou hoje numa nota informativa.

Os projetos das empresas portuguesas RTP, Sakthi Portugal e VisionWare fazem parte de um lote de 14 europeus, aos quais a Comissão Europeia vai atribuir um total de 34 milhões de euros, financiados pelo programa de incentivo à inovação Horizonte 2020.

Todas as propostas europeias envolvem a participação de vários parceiros, incluindo pequenas e médias empresas, indústria, universidades e organizações sem fins lucrativos, e o seu financiamento visa estimular a produção e comercialização de produtos e serviços inovadores.

Pela RTP, o projeto "Enhanceplayer", financiado em 2,4 milhões de euros, consiste numa "ferramenta de inteligência artificial que melhora a qualidade do vídeo e limita o tráfego de internet vinculado ao `streaming` [tecnologia que envia informações multimédia através da transferência de dados] de vídeo".

Coordenado pela VisionWare, o projeto "Scene" (2,2 milhões de euros) é uma plataforma móvel destinada a "aplicativos de cidades inteligentes na área da segurança".

Um terceiro projeto, o "DigiMat", da Sakthi Portugal, propõe-se desenvolver "soluções inteligentes para materiais digitais na indústria automóvel" e será subsidiado com 1,1 milhões de euros.

A Comissão Europeia financia até três milhões de euros por projeto inovador.

Tópicos:

Sakthi,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

    É um desejo antigo do Homem poder tocar as estrelas. Um feito que parece ser agora "quase" alcançável através da missão espacial solar Parker.

      Entre as 21h00 de domingo e as 8h00 de segunda-feira, o mundo viu uma chuva de Perseidas, espetáculo habitual em agosto. Nos locais mais remotos, foi possível admirar melhor o fenómeno.

        Uma semana depois de as chamas deflagrarem em Monchique, a Proteção Civil deu o incêndio como dominado e em fase de resolução. Portugal volta a ser o país com mais área ardida na Europa.