Governo garante que preço do leite pago ao produtor permaneceu estável até Outubro

| Economia

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural garantiu hoje, no parlamento, que o preço do leite pago ao produtor manteve-se estável até Outubro, podendo aumentar com a abertura de novos mercados.

"O mês de outubro não foi um mês de baixa de preços, (estes) mantiveram-se, praticamente, constantes, entre janeiro e outubro, em cerca de 30 cêntimos", disse Capoulas Santos, durante uma audição parlamentar na Comissão de Agricultura e Mar, requerida pelo Bloco de Esquerda (BE).

Para o governante, o setor do leite "é muito importante" para o país e tem merecido "especial atenção" do executivo.

"Quando o Governo iniciou funções o setor debatia-se com uma crise gravíssima, o que obrigou o Governo a adotar medidas relevantes. Medidas que se revelaram bastante positivas em Portugal e até fora dele", sublinhou.

Entre estas medidas encontram-se a criação de duas linhas de crédito, a antecipação de pagamentos junto da União Europeia, no âmbito do primeiro pilar da Política Agrícola Comum (PAC) e a mobilização de um apoio extraordinário de 45 euros por vaca às primeiras 20 de cada exploração.

De acordo com Capoulas Santos, para a subida do preço do leite pago ao produtor é "fundamental" a abertura de novos mercados.

"Este ano já abrimos, só para o setor do leite, nove mercados", como a Índia, Austrália, Panamá, Cuba e Bósnia, indicou.

Por sua vez, Carlos Matias, do Bloco de Esquerda, disse "valorizar muito todas as medidas tomadas", ressalvando que ainda se mantém um problema de fundo no setor no que se refere à regulamentação.

No final da primeira ronda de intervenções, Capoulas Santos reiterou que o Governo foi "solidário e eficaz" durante a crise do setor, notando que os produtos lácteos portugueses conseguem distinguir-se pela qualidade e que os mercados internacionais estão dispostos a pagar por esta característica.

Tópicos:

Bósnia, Capoulas,

A informação mais vista

+ Em Foco

A ONU alerta para um ano de grande instabilidade e de necessidades maiores por parte da população civil.

Os dias estão mais quentes e não é por causa do advento da primavera. A razão está identificada - as alterações climáticas fazem-se sentir em todo o planeta e as consequências espelham-se em fenómenos extremos.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.