Greve de estivadores justificou PIB em 2018 abaixo da meta, diz ministro Economia

| Economia

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, atribui hoje à greve dos estivadores o aumento de Produto Interno Bruto (PIB) em 2018, de 2,1%, abaixo da meta inscrita no Orçamento, de 2,3%.

"É possível que uma parte da explicação esteja no comportamento das exportações no final do ano, devido à greve dos estivadores no Porto de Setúbal que teve um impacto nos meses de novembro e dezembro" de 2018, afirmou o governante em conferência de imprensa em Lisboa.

Segundo a estimativa rápida do Instituto Nacional de Estatística (INE), o PIB português aumentou 2,1% em 2018, menos 0,7 pontos percentuais do que o observado no ano anterior.

O INE justifica que "esta evolução resultou do contributo mais negativo da procura externa líquida, verificando-se uma desaceleração das exportações de bens e serviços mais acentuada que a das importações de bens e serviços, e do contributo positivo menos intenso da procura interna, refletindo o crescimento menos acentuado do investimento".

O ministro da Economia destacou que o crescimento do PIB mostra "que Portugal continua a crescer significativamente, acima da média da zona europeia e da zona euro".

Pedro Siza Vieira disse ainda que o comportamento da economia no ano passado "também explica o grande dinamismo do mercado do emprego" e refletiu-se na "grande confiança dos investidores" em matéria económica.

A previsão do Governo de uma expansão de 2,3% do PIB no conjunto de 2018 era mais otimista do que a previsão da Comissão Europeia, de 2,1%, e da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI), de 2,2%.

 

Tópicos:

ESTIVADORES, Estatística INE, Interno Bruto PIB, Monetário, Siza, VERSÃO,

A informação mais vista

+ Em Foco

O maior campo de refugiados na Europa fica na ilha grega de Lesbos. O campo de Moria alberga quase oito mil pessoas, três vezes mais do que a capacidade instalada. Reportagem RTP.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.