Portugal no mercado na quarta-feira para emitir até 1.000ME de dívida de curto prazo

| Economia

Portugal volta ao mercado na próxima semana para emitir até 1.000 milhões de euros em dois leilões de Bilhetes de Tesouro (BT) a três e a 11 meses, segundo confirmou hoje o IGCP.

Numa nota à comunicação social, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) diz que vai realizar, no próximo dia 15 de agosto, pelas 10:30, dois leilões das linhas de BT com maturidades em 16 de novembro e 19 de julho de 2019, com um montante indicativo global entre 750 milhões e 1.000 milhões de euros.

Este duplo leilão já estava previsto entre as três idas ao mercado para financiamento de curto prazo agendadas para o terceiro trimestre deste ano, segundo o programa de financiamento do IGCP,

A emissão agendada para quarta-feira é comparável com os dois leilões de BT que ocorreram em junho, que também tinham maturidades a três e a 11 meses.

Na altura, Portugal emitiu 300 milhões de euros a três meses a uma taxa de juro de -0,399% e 950 milhões de euros a 11 meses a uma taxa de juro de -0,290%.

Tópicos:

Dívida,

A informação mais vista

+ Em Foco

Raptos e assassínios de opositores em países estrangeiros, levados a cabo pelos serviços secretos, têm um longo historial.

Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.