Produto Interno Bruto cresce 2,7% em 2017

| Economia

|

A estimativa rápida do Instituto Nacional de Estatística indica que o Produto Interno Bruto aumentou 2,7 por cento em 2017. Esta taxa de crescimento é a mais elevada desde 2000 e fica 1,2 pontos percentuais acima da registada em 2016. No quarto trimestre do ano, o PIB cresceu 2,4 por cento face ao período homólogo, um valor ligeiramente inferior ao verificado no trimestre anterior (2,5 por cento).

O comunicado do Instituto Nacional de Estatística indica que o maior crescimento da economia portuguesa no ano passado resulta “do aumento do contributo da procura interna”, nomeadamente da “aceleração do investimento”. A nota do INE explica que “a procura externa líquido apresentou um contributo idêntico ao registado em 2016”.

A confirmar-se a estimativa rápida avançada esta quarta-feira pelo gabinete de estatísticas, Portugal teve no último ano o maior crescimento desde 2000 – ano em que o Produto Interno Bruto cresceu perto de 3,9 por cento.

A estimativa do INE para o crescimento de 2017 coincide com a última previsão divulgada pela Comissão Europeia e fica ligeiramente acima do valor inscrito pelo Governo no último Orçamento do Estado (2,6 por cento).
Quarto trimestre
Na análise trimestral, o Instituto Nacional de Estatística estima que a economia portuguesa tenha crescido 2,4 por cento nos últimos três meses do ano em relação ao período homólogo. Este valor fica uma décima abaixo do verificado no terceiro trimestre de 2017.

O gabinete de estatística explica que “o contributo positivo da procura interna para a variação homóloga do PIB diminuiu”, tendo se verificado um “abrandamento do Investimento e do consumo privado” entre outubro e dezembro.

“Em sentido oposto, o contributo da procura externa líquida foi positivo (no trimestre anterior tinha sido negativo), refletindo a aceleração em volume das Exportações de Bens e Serviços e a desaceleração das Importações de Bens e Serviços”, complementa a nota informativa.

No último trimestre do ano, a economia portuguesa cresceu menos do que a Zona Euro e a União Europeia. Uma nota do Eurostat divulgada esta quarta-feira revela que a economia da moeda única cresceu 2,7 por cento. O PIB da União Europeia aumentou 2,6 por cento no quarto trimestre face ao período homólogo.

Na análise ao crescimento em relação ao trimestre anterior (em cadeia), os dados do INE indicam que o PIB português cresceu 0,7 por cento, um valor duas décimas superior ao verificado no terceiro trimestre.

Estes valores fazem parte da estimativa rápida divulgada esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatísticas. Os resultados correntes das Contas Nacionais Trimestrais, com dados mais precisos e detalhados, serão divulgados no próximo dia 28 de fevereiro.

Tópicos:

INE, Instituto Nacional de Estatística, crescimento, economia, PIB,

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.