Riqueza guardada nas mãos de "meia dúzia", diz a Oxfam

por Antena 1

Mais de 80 por cento da riqueza criada no mundo em 2017 pertence a um por cento da população mundial. É o que indica o relatório da Oxfam, uma organização não-governamental a operar em mais de 100 países.

Segundo este documento, o nível de riqueza dava para acabar com a pobreza extrema no mundo, mais de sete vezes, como conta o jornalista Mário Rui Cardoso.

Neste relatório pode ler-se, como um dos exemplos, que no Brasil as cinco pessoas mais ricas têm um património equivalente a metade da população brasileira.

Este relatório surge um dia antes do arranque do Fórum Económico mundial que junta os principais líderes políticos e empresariais do mundo, em Davos, na Suíça.
O que é a Oxfam?
A Oxfam International é uma confederação de 17 organizações e mais de três mil parceiros, que atua em mais de 100 países na busca de soluções para o problema da pobreza e da injustiça, através de campanhas, programas de desenvolvimento e ações emergenciais.

Sob o nome de Oxford Committee for Famine Relief (Comitê de Oxford de Combate à Fome), foi fundada em Oxford, Inglaterra, em 1942, por um grupo liderado pelo cónego Theodore Richard Milford (1896-1987) e constituído por intelectuais, ativistas sociais e académicos de Oxford.