Sexta às 9. Investigação sobre a concessão da exploração de líto em Montalegre

por RTP

O antigo presidente da Câmara do Porto, Nuno Cardoso, revela que avisou o ministro do Ambiente para as possíveis "ilegalidades" que iriam decorrer da concessão da exploração de lítio em Montalegre a uma empresa criada na véspera.

E diz que o fez dois dias antes da assinatura do contrato, numa reunião onde estava também o secretário de Estado João Galamba.

Nuno Cardoso conta que o ministro Matos Fernandes ficou "desconfortável" e delegou competências no secretário de Estado que, dois dias depois, assinou o contrato.