Nuno Melo quer CDS com mais votos do que BE e PCP

| Eleições Europeias 2019

Nuno Melo, candidato do CDS-PP às europeias, definiu hoje uma nova meta para o partido nas eleições e quer ter mais votos do que BE e PCP, para "o 25 de Novembro possa vencer o 11 de março".

Num jantar com militantes no Montijo, Setúbal, o eurodeputado terminou o discurso com esta nova meta, que associou ao momento vivido na Europa, com a ascensão dos extremismos políticos.

"Portugal tem que dar um sinal de democracia ao mundo" e é "essencial que um partido de direita, tolerante como o CDS tenha mais votos do que o BE e o PCP", disse, arrancando palmas à assistência.

É importante, argumentou, que o CDS tenha mais votos do que dois partidos, PCP e BE, que tanto em Lisboa como em Estrasburgo, "defendem hoje ditaduras, sejam elas coreanas, venezuelanas ou cubanas".

Para o fim, deixou um desejo para noite das eleições europeias. "O que desejo para o próximo dia 26 de maio é que o 25 de Novembro possa vencer o 11 de Março", disse, numa referência aos dois momentos do pós 25 de Abril -- o 11 de Março, o golpe de direita que ditou uma guinada à esquerda no processo revolucionário, e o 25 de Novembro, movimento militar que pôs fim ao período revolucionário.

Tópicos:

CDS PP às, Melo,

A informação mais vista

+ Em Foco

Apresentamos aqui o perfil dos cabeças de lista e cinco prioridades de ação por partido para o Parlamento Europeu.

    Debates, perfis, notícias da campanha. Toda a informação sobre as Eleições Europeias de 2019, que se realizam a 26 de maio.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.