Arábia Saudita continua sem dar informações sobre jornalista desaparecido

| Mundo
Arábia Saudita continua sem dar informações sobre jornalista desaparecido

Foto: Murad Sezer - Reuters

A Arábia Saudita ainda não deu qualquer informação sobre o jornalista dado como desaparecido após ter entrado no consulado saudita em Istambul. Jamal Khashoggi desapareceu no dia 2 de outubro e as autoridades acreditam que terá sido assassinado por sauditas.

Os funcionários do consulado disseram, na altura, que o jornalista saiu com vida do edifício, mas não conseguem provar essa afirmação pois as câmaras de segurança não estavam a funcionar nesse dia.

As manifestações prosseguem na Turquia para descobrir o paradeiro de Khashoggi e até o Presidente turco, Recep Erdoğan, já exigiu ao consulado provas concretas.

A informação mais vista

+ Em Foco

Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

    O desaparecimento do jornalista saudita fragiliza a relação dos EUA com uma ditadura que lhe tem sido útil a combater o Irão e a manter os preços do petróleo.

      Na Venezuela, os sequestros estão a aumentar. Em Caracas, só este ano foram raptadas 107 pessoas.

        Faltam seis meses para a saída do Reino Unido da União Europeia. Dia 29 de março de 2019 é a data para o divórcio. A RTP agrega aqui uma série de reportagens sobre o que o Brexit pode significar.