Coreógrafo israelita rejeita intersecção da arte com a política

| Mundo
Coreógrafo israelita rejeita intersecção da arte com a política

A ver: Coreógrafo israelita rejeita intersecção da arte com a política

Jornalista: Paulo Alexandre Amaral Imagem e Edição: Nuno Patrício

Tamir Ginz é um coreógrafo premiado em Israel. Em Bersheeba fundou a Kamea Dance Company, de que é o actual director artístico e coreógrafo. Trouxe "Neverland" ao Festival de Almada, onde tinha à espera um protesto de activistas pró-Palestina. O artista diz nada ter a ver com a política de Israel, mas apresenta-se como um "judeu orgulhoso".

Jornalista: Paulo Alexandre Amaral
Imagem e Edição: Nuno Patrício

A informação mais vista

+ Em Foco

Na edição deste sábado do 360, na RTP3, o jornalista António Louçã, autor da grande reportagem "Alemanha: o reverso da medalha", resumiu o contexto económico e social no chamado motor da Europa, em véspera de ida às urnas.

A Alemanha vai a votos com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.

    Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

      Um ensaio do LNEC e do Instituto Superior Técnico, no âmbito do KnowRisk, evidencia a importância da tomada de medidas preventivas. Veja os vídeos e compare os dois casos.