Governos acordam bases para ação ambiciosa, são precisas mais medidas imediatas, considera a WWF

| Mundo

A organização World Wild Fund (WWF) classificou hoje o acordo para limitar o aquecimento global concluído na cimeira de Paris sobre o clima (COP21) como "as bases para uma ação ambiciosa", mas defendeu a necessidade de "mais medidas imediatas".

"Os Governos de todo o mundo concluíram hoje um acordo global em Paris que estabelece as bases para esforços a longo prazo de combate às alterações climáticas", indicou o WWF em comunicado, acrescentando que "são precisos mais esforços para garantir que o aquecimento seja limitado a 1,5 graus Celsius".

"Este novo acordo deverá ser continuamente fortalecido, e os Governos vão precisar de regressar a casa e concretizar medidas a todos os níveis para reduzir as emissões, financiar a transição energética e proteger os mais vulneráveis", sustentou.

Para o WWF, "as negociações de Paris também fomentaram anúncios e compromissos dos Governos, cidades e empresas que demonstram que o mundo está pronto para uma transição para energias limpas".

A Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP21) aprovou um acordo global vinculativo em que 195 países, desenvolvidos e em desenvolvimento, se comprometem a caminhar para uma economia de baixo carbono e a tomar medidas para limitar o aquecimento global da atmosfera até 2100 a 1,5 graus centígrados, em relação aos valores médios da era pré-industrial.

 

A informação mais vista

+ Em Foco

Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

    Entrevista Olhar o Mundo a um dos autores e investigadores militares mais reconhecidos do mundo anglo-saxónico.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.