Inundações no Peru já causaram pelo menos 91 mortos

| Mundo

|

O número de mortos no Peru subiu para 91, depois de inundações na região de Piura (norte), durante o fim de semana, indicou um novo balanço divulgado pelas autoridades peruanas na segunda-feira.

O rio Piura transbordou na região costeira com o mesmo nome, depois de o caudal ter alcançado níveis históricos, causando um morto na localidade de Morroponcillo no domingo, disse o porta-voz do Centro de Operações de Emergência Nacional (COEN) peruano, Jorge Chávez, à imprensa.

O porta-voz afirmou que a queda de chuva durante 15 horas em Piura, entre sábado e domingo, "é a mais elevada precipitação desde os dois fenómenos do `El Niño`, nos anos 1983-84 e 1997-98".

Na sexta-feira, o papa Francisco doou 100 mil dólares (92,5 mil euros) para ajudar os mais de 665 mil afetados pelas chuvas e inundações no Peru, de acordo com a Conferência Episcopal Peruana (CEP).

De acordo com um comunicado da CEP, a doação foi enviada pelo Pontifício Conselho para o Serviço de Desenvolvimento Integral Humano para ser distribuída através da Cáritas do Peru.

O Peru enfrenta uma situação de emergência climática causada pelo fenómeno `El Niño`, que se manifesta quando o aquecimento do Oceano Pacífico gera intensas chuvas e deslizamentos de terra em toda a costa do país, principalmente nas zonas do norte e centro, incluindo Lima, a capital.

Tópicos:

Cáritas Peru, Piura,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Redação da RTP votou sobre as figuras e acontecimentos mais destacados, a nível nacional e internacional. Veja aqui as escolhas.

    O verão acabou e com ele as horas de lazer nas praias. Mas a presença humana nestes locais ainda se faz sentir.

      Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas.

        Uma caricatura do mundo em que vivemos.