Johnson & Johnson paga indemnizações a 22 mulheres por causa de pó de talco

| Mundo
Johnson & Johnson paga indemnizações a 22 mulheres por causa de pó de talco

A ver: Johnson & Johnson paga indemnizações a 22 mulheres por causa de pó de talco

As 22 mulheres desenvolveram cancro nos ovários, alegadamente por causa do pó de talco, e vão por isso receber mais de 4 mil milhões de euros.

Especialistas testemunharam que o amianto, cancerígeno, é misturado com o talco mineral, principal ingrediente do pó de talco da multinacional americana.

A empresa foi condenada pelo Tribunal de Saint Louis, no Missouri.

Um dos advogados da acusação, Mark Lanier, afirmou que "a multinacional encobriu provas da existência de amianto nos seus produtos durante mais de 40 anos".

A empresa reafirmou a confiança nos produtos e afirmou que vai provar não conterem amianto.

Em 2015, a DECO chegou a desaconselhar o uso de pó de talco por causa da possível pneumonia química, devido à aspiração de partículas pelos bebés.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A menos de 100 quilómetros da fronteira com a Síria, a cidade turca de Gaziantep é uma terra de tradições e sabores.

      Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.